Karol Conká como case negativo de influência

Cantora Karol Conká vem sendo “cancelada” por suas atitudes dentro do Big Brother Brasil

Impossível não dá ênfase no assunto do momento: o BBB 21. Não só por ser a edição mais inclusiva até o momento, totalizando 9 pessoas pretas participando, mas também por ser uma das mais polêmicas. Nesse post, não irei me aprofundar sobre isso, e sim, sobre a influência negativa da participante Karol Conka .

Acompanho o trabalho da Karol há um tempo. Sempre muito representativa, militante e participando de campanhas no mesmo segmento. Antes do reality começar, podemos dizer que a cantora era uma das favoritas ao pódio de finalistas. Mas, ninguém consegue manter uma personagem 24h por dia com diversas câmeras captando tudo, né?

Eis que Karol se mostrou uma pessoa totalmente diferente do que vemos nas redes sociais. Mesmo não sendo conhecida nacionalmente pelo grande público, existe uma relevância no meio artístico que fez com que Karol tivesse visibilidade e voz. Não diferente de muitos artistas e influenciadores, vimos que a ‘sister’ é apenas de carne e osso, com erros, julgamentos e falas abomináveis. Estranho, não é mesmo? Todo aquele empoderamento, cadê?

Por isso que sempre falo que precisamos enxergar além dos números. Marcas como Avon, Nivia e Magazine Luiza já fizeram publicidade com a cantora, por exemplo. Hoje em dia, com todo o buzz do programa, será que Karol representa a mensagem que cada marca quer passar?

Precisamos nos questionar com quem nos relacionamos – nos negócios e na vida. Quando damos audiência e energia para discursos negativos e de ódio, somos co-autores do fato. Esse é apenas mais um caso de influência negativa que vemos diariamente por aí.

Mas, não se enganem: quando a artista sair da casa, esperem um vídeo chorando de arrependimento e, em seguida, o público esquecendo tudo que foi dito e feito. O que precisamos focar, é na necessidade de transparência por meio da nova publicidade. O online e o offline não conseguem mais se desprender. As causas sociais devem ser o meio para um mundo melhor e igualitário. Essas pautas não podem ser muletas para artistas crescerem e inflarem seus egos vazios.

O trabalho do profissional de comunicação vai muito além de textos e fotos. É preciso fazer uma análise profunda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo