Quando pensamos em marcas de luxo, o que vem em primeiro lugar são peças de alto padrão, qualidade e valor monetário coerente com a execução. Mas, a Gucci está destinada a mudar o rumo dessa indústria com unhas, dentes e sustentabilidade. É ainda difícil visualizar um cenário 100% ecofriendly, mas são com pequenas ações que passamos a moldar a realidade do mercado da moda.

Pensando nisso, no post de hoje, te mostro 3 iniciativas da Gucci para uma moda mais verde:

1- Ontem a marca divulgou suas novas embalagens, com todo o papel e papelão vindo de fontes florestais manejadas de forma sustentável. O papel usa menos tinta e não é revestido para garantir que seja totalmente reciclável. Fora isso, as dust bags, cabides e laços também são amigas do meio ambiente. 

2- Para manter a transparência e pensar em formas e fórmulas para uma produção ainda menos poluente, foi criada a plataforma “Gucci Equilibrium”. O espaço serve como um portfólio/vitrine para que a Gucci possa mostrar os feitos da marca, além de servir como base de pesquisa para uma indústria mais sustentável e igualitária para todos. Exemplo disso é a meta para 2025, tornando a igualdade de gênero na empresa totalmente horizontal. 

3- Ano passado, o diretor-criativo da Gucci, Alessandro Micheli, lançou a  Circular Lines, linha que promove uma moda sustentável fomentando materiais de origem orgânica e reciclável, como o .ECONYL®, criado a partir de retalhos de nylon. Além disso, as peças da coleção não tem gênero. Ponto para a Gucci! 

Gostou do post? Me conta nos comentários outras marcas que também pontuam uma moda mais sustentável!